Azul e Branco

Azul e Branco

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Bitaites sobre o derby

Por norma, não gosto de aproveitar este estaminé apenas para mal dizer dos adversários, mas como ontem foi dia de derby, de clássico (o grande clássico dos dias de hoje toda a gente sabe que é o FC Porto - Benfica, apesar das provocações mesquinhas de lampiões e calimeros, como irei demonstrar mais à frente no P.S. 2), vou abrir uma excepção e dizer o que penso sobre o jogo de ontem e sobre alguns temas que vieram a reboque do mesmo.





No que à polémica relativa à falta de condições do Estádio da Luz diz respeito, posso garantir-vos que muito me ri com as atitudes de benfiquistas e sportinguistas.
Se do lado dos benfiquistas foi comovente ver o branqueamento feito pela Benfica TV no domingo, querendo fazer-nos acreditar que a lã rocha era perigosíssima quanto em contacto com a pele (ao mesmo tempo que observávamos uma série de funcionários a recolhê-la com as mãos desprotegidas e a fazer montinhos com a mesma) e que o lixo que víamos em todo o lado era proveniente do exterior do estádio (ao mesmo tempo que começávamos a ver placas de zinco da cobertura a voar pelas bancadas), já do lado do Sporting foi bonito constatar que não iriam tentar fazer uso do artigo 94.º do regulamento das competições para ganhar na secretaria porque são um exemplo de fair play e porque queriam ganhar no terreno de jogo. 

Quero desde já dizer que penso que o Benfica tem responsabilidades relativamente ao que sucedeu com a cobertura do estádio, até porque não é a primeira vez que tal sucede. Parece-me claro que quando se fala em imputável ao clube visitado, tal referência engloba também a negligência, e dúvidas não me restam que o Benfica podia ter feito uma melhor manutenção do seu estádio para evitar que acontecimentos como o de Domingo se verificassem. No entanto, fiquei satisfeito que se tenha chegado a um entendimento para o adiamento do jogo e que não tenham existido manobras de secretaria para obter vitórias de outras formas...
Estes jogos grandes são para ser disputados em campo e ainda bem que assim foi. Quero no entanto salientar, mais uma vez, a posição ridícula de Mário Figueiredo e da Liga de Clubes. Sempre que estão em causa interesses do Benfica (e interesses do Sporting, caso esses interesses colidam com os do FC Porto), lá vêm a Liga de Clubes e o seu Presidente a correr para defender o Benfica. Foi assim no caso do Benfica - Gil Vicente para a Taça da Liga, já tinha sido assim uma série de vezes anteriormente, e assim foi mais uma vez esta segunda feira. Em directo na Sic Notícias, Mário Figueiredo garantia que estavam reunidas todas as condições para o jogo se realizar. Estavam, estavam...No dia seguinte (ontem), pudemos verificar que os trabalhos de reparação, manutenção e vistoria da cobertura se prolongaram durante todo o dia, com vários funcionários num feroz contra relógio até à hora do jogo, havendo ainda relatos de nova queda de placas de zinco à hora do almoço.

Mário Figueiredo afirma, também, que se evitou uma tragédia no Domingo. Não, isso é falso. Não se "evitou" uma tragédia, o que existiu foi uma tremenda sorte, uma espécie de milagre, que permitiu que ninguém se magoasse gravemente. Cabe na cabeça de alguém que se demore cerca de 35/40m para mandar evacuar um estádio quando se sabe que a cobertura se está a desfazer? Como se viu, muito poucos minutos depois dos adeptos abandonarem o Estádio da Luz, começaram a cair placas na bancada... Já para não falar do facto dos adeptos do Sporting terem esperado uma hora no estádio, enquanto ouviam o speaker a pedir que os adeptos benfiquistas abandonassem o estádio por razões de segurança. "Vamos evacuar que isto está muito perigoso, saiam todos por favor ordeiramente do recinto. Ah, todos não, vocês do Sporting deixem-se ficar aí quietinhos". Enfim...

Voltando ao jogo. Acho inacreditável que no meio destas tangas e tretas dos atrasos, adiamentos, remarcações do jogo, confirmações de data e hora, etc., não tenham avisado o Sporting que o jogo começava às 20h17 (sim, este também começou com quase dois minutos de atraso). Nos primeiros 45m nem vi os calimeros. Quando achava que podiam aparecer no segundo tempo, eis que optaram por continuar ausentes. Não faz qualquer sentido não tentarem ganhar o jogo na secretaria, dizerem que querem ganhar em campo e depois não aparecerem para jogar. Ao menos que tivessem mandado os juniores. Se vão servir para a Taça da Liga 2014-2015, também deviam servir para jogar na Luz. Pior não teriam feito, certamente.

Honestamente, não estou nada espantado com o resultado do jogo (podia até ter sido bem mais dilatado), nem com a exibição do Sporting, por várias razões:



1) Há quinze dias atrás Bruno Carvalho, esse novo Vale e Azevedo, disse que Pinto da Costa não estava habituado a ter de olhar para cima. Desde esse dia, já viu o FC Porto ficar à frente do SCP na Taça de Liga e viu o seu clube perder 5 pontos no campeonato em duas jornadas (tal como eu previra), sendo ultrapassado pelos Dragões na classificação.

2) Ontem, dia do derby, concede uma grande entrevista ao Jornal A Bola, na qual se dedica a dizer mal do Porto, nem se mostrando preocupado em ganhar o jogo dessa noite.

3) O Sporting sem William Carvalho (qual Fernando dos últimos anos e com um treinador competente capaz de potenciar as qualidades) vale metade daquilo que vale com o jovem internacional português. Dier a trinco é demasiado mau para ser verdade e tenho dúvidas que tivesse lugar em equipas que lutam para não descer de divisão. Maurício e Rojo ficam expostos à sua mediocridade e o franzino André Martins não ajuda nada na luta a meio campo. Se juntarmos a isto um Piris fraquíssimo à esquerda e dois pontas de lança em campo, era óbvio que o Benfica ia fazer o que quisesse a meio campo.



4) A qualidade individual dos jogadores do Benfica é muito superior à dos jogadores do Sporting. Enzo Perez está em grande forma, Garay muito bem na defesa e Gaitan e Markovic têm desiquilibrado Do 11 que jogou ontem pelo Sporting, penso que apenas Rui Patrício e talvez Montero coubessem no 11 do Benfica.

Infelizmente, dei por mim a ficar indiferente a um golo do Benfica, quase que torcendo para que a vitória mais expressiva. Seria um banho de humildade no Vale e Azevedo verde, embora tenha a certeza que nem isso o faria mudar a sua estratégia de ataque desenfreado ao FC Porto e de indiferença quanto ao Benfica que tanto apoio lhe tem valido por parte dos desesperados adeptos sportinguistas, mas que a breve prazo trará os mesmos resultados práticos que trouxe ao verdadeiro Vale e Azevedo. O Benfica parece-me, neste momento, o mais forte candidato ao título, não porque seja uma máquina de jogar futebol, mas porque não vislumbro qualquer mudança na equipa técnica do Porto que possa inverter este caminhar para o abismo que se está a tornar esta época. Domingo jogamos contra o quinto pior ataque e contra a quinta pior defesa do campeonato, mas já estou preparado para a conferência de imprensa de antevisão do treinador do Porto: "O adversário é fortíssimo. Empatou com o Benfica! Estamos borradinhos! Ainda por cima a relva é irregular e eles vão jogar em contra ataque". Esperar ouvir qualquer coisa como: "Somos o Porto e não estamos interessados em desculpas nem em quem é o adversário. Dê por onde der, vamos ganhar e mostrar que o campeonato só se decide na 30.ª jornada", é uma pura utopia. De qualquer forma, é sempre engraçado constatar que o pior FC Porto dos últimos 20 anos, consegue estar à frente do melhor Sporting dos últimos 10 anos e, ainda, pode vencer as três taças em que está inserido.


P.S. 1: Caros benfiquistas, muita calma com as euforias, as reservas e os olés nos finais dos jogos. O ano passado iam ganhar tudo e foi o que se viu. Em termos práticos, vocês só estão um ponto à nossa frente!!!


P.S. 2: Caros sportinguistas, sugiro que em termos de títulos e grandeza de clubes, avisem o vosso presidente para se meter com clubes do tamanho do clube que ele dirige. Clubes que nos últimos 5 anos só ganharam uma competição oficial, como por exemplo o Guimarães, o Braga e a Académica. Se ele quiser discutir com portistas, sugiro que o faça com o meu primo de 6 anos, que tem tantos títulos nacionais (5) festejados como ele.




1 comentário:

  1. muito bom,estas lagartixas andam de peito feito e deixaram de ser uma equipa q me é indiferente, nao pela sua qualidade de futebol, mas pelo jogo que jogam fora de campo, c o seu fanfarrão no microfone. Pela primeira vez quis que o benfica ganhasse um jogo, alias, se possivel, que goleasse. RUMO AO TETRA

    ResponderEliminar