Azul e Branco

Azul e Branco

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O regresso à Liga Europa

Dois anos depois da eliminatória perdida frente ao Manchester City e quase três anos depois de erguerem o troféu, os dragões regressam hoje à Liga Europa, recebendo os alemães do Frankfurt no Estádio do Dragão às 20h05 (transmissão na insuportável SIC). Se nos dois anos em que fomos comandados por Vítor Pereira fomos eliminados nos primeiros jogos após a fase de grupo da Champions League, a eliminatória que hoje se começa a disputar apenas tem um desfecho admissível: o apuramento do FC Porto. Se é verdade que não existem pêras doces nestas fases a eliminar das competições da UEFA, não menos verdade é que o adversário que nos calhou em sorte é um dos mais acessíveis dos que ainda estão em prova e um dos que menos valores individuais tem capazes de fazer a diferença. 

Não espero outro desfecho que não seja o apuramento perante o 12.º classificado da Bundesliga (está a 3 pontos da zona de despromoção), embora não acredite em resultados muito desnivelados em ambos os jogos. Um outro FC Porto dar-me-ia a certeza que me podia concentrar no embate entre Swansea e Napoles para saber quem defrontamos na próxima eliminatória, mas este FC Porto de Paulo Fonseca não inspira grande confiança. Se a esta desconfiança juntar o habitual discurso de coitadinhos e que nos pretende convencer que todos os adversários são um bicho papão (não considerar o FC Porto favorito nesta eliminatória deixa-me particularmente preocupado) e se lhe somar, ainda, as declarações de Alex Sandro dizendo que não conhece o adversário, concluo que vamos ter de sofrer bastante para que não estejamos na presença de uma das mais escandalosas eliminações dos azuis e brancos em anos recentes. Penso, porém, que não devemos pôr todas as nossas fichas nesta competição, que devemos dar prioridade total ao Campeonato e Taça de Portugal pelas razões que expus aqui e que capas com as de hoje do jornal OJogo fazem pouco sentido.


Os jogadores convocados são todos os que estão à disposição do treinador, com a excepção do renegado Kelvin:
- Helton, Fabiano, Danilo, Maicon, Alex Sandro, Mangala, Reyes, Josué, Fernando, Herrera, Quintero, Carlos Eduardo, Ricardo, Ghilas, Jackson, Quaresma, Varela e Licá.


Para o jogo de hoje, apostava na mesma equipa que deu boa conta do recado no batatal de Barcelos, trocando apenas Abdoulaye por Maicon. Gosto muito das qualidades de Carlos Eduardo, mas parece-me que devíamos dar mais uma oportunidade ao meio campo dos dois últimos jogos. Ao contrário da maioria, não penso que Josué esteja a jogar mal. É verdade que por vezes joga mais com o coração do que com a cabeça, mas com o tempo isso deixará de acontecer. Espero sinceramente que os tímidos sinais de retoma evidenciados no último jogo em Barcelos se repitam e, se possível, se tornem ainda mais evidentes. Gostava que o FC Porto alcançasse um bom resultado, até porque vem aí mais um período de jogos intenso e era óptimo que a deslocação à Alemanha fosse feita com um resultado confortável. 

Prognósticos: 2-0 (golos de Quaresma e Josué).

E vocês? Qual é o vosso prognóstico para hoje? E não vale dizer que prognósticos só no fim do jogo ;)


1 comentário:

  1. O meu palpite, mais com o coração do que com a razão é de 3-0 com golos de Jackson, Varela e Herrera.

    ResponderEliminar