Porto Bayern

Porto Bayern

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Antevisão Braga - FC Porto: vencer e "carimbar" o primeiro lugar

O FC Porto joga hoje às 20h45 em Braga uma importante cartada na decisão do primeiro lugar do seu grupo da Taça da Liga. Se por um lado já todos percebemos que a Taça da Liga ocupa o último lugar na tabela de prioridades desta época (e não é de hoje, apesar de no ano passado termos dado uma ideia diferente...e errada), por outro lado é sempre melhor ganhar do que perder, é sempre melhor discutir a conquista de mais um troféu do que ficar a ver os outros na TV. Lopetegui afirmou na conferência de imprensa que antecedeu o embate desta noite que "esta é uma competição em que queremos ser protagonistas e, por isso, não olhamos para mais nada". E faz todo o sentido que o tenha feito. É esta a mensagem que um treinador de um clube como o FC Porto tem de passar para fora, mesmo quando internamente a convicção seja outra. Todos os jogos são para vencer. O que não é compreensível é fazer o que o Sporting tem feito. 

O presidente leonino berrou aos sete ventos que os verdes e brancos só participariam na Taça da Liga (ainda o ridículo caso do atraso na edição anterior) se a isso fossem obrigados. E sendo obrigados, jogariam com um misto da equipa B e da equipa de juniores e juvenis. Tretas. O Sporting faz aquilo que o FC Porto sempre fez na Taça da Liga. A opção passa por dar tempo de jogo aos jogadores menos utilizados da equipa A. E quem os vê a festejar penaltis do novo Tsubasa contra o Boavista só pode ficar confuso quanto à real importância dada à competição. 

Já o Benfica, através do seu treinador, optou por mandar bicadas ao rival da segunda circular. Afirma Jorge Jesus que o "Sporting não encara a Taça da Liga como prioridade". É evidente, meu caro. Só o Benfica é que o pode fazer, até porque, de resto, só sobra o campeonato. E só Benfica é que esteve três anos agarrado a uma taça da liga como salvação de uma época desportiva. Destaque para a pronta resposta do Sporting no seu twitter, excepcionalmente na mouche. 


Voltando ao jogo de hoje na Pedreira, espero um jogo aberto da parte do Braga, uma vez que só a vitória interessa aos comandados de Sérgio Conceição. Já o FC Porto pode, teoricamente, ficar satisfeito com dois resultados, porque se for para o quarto e decisivo jogo no Dragão com 7 pontos amealhados, as perspectivas de apuramento são grandes.

Lopetegui promoveu mais uma esperada revolução nos convocados (o meu aplauso por mais uma vez optar por descansar os habituais titulares e, assim, dar minutos a quem realmente deles necessita). Destaque para as chamadas dos "B" Victor Garcia, Kayembe e Gonçalo Paciência.

Não é, de todo, fácil prever o 11 inicial dos dragões, mas acredito que poderá ser qualquer coisa como: Andrés Fernandez, Victor Garcia, Reyes, Marcano, Jose Angel, Campaña, Rúben Neves, Evandro, Quintero, Adrian Lopez e Ricardo Pereira. 

A minha grande dúvida prende-se com a posição que Ricardo Pereira irá ocupar em campo. Se jogar como extremo direito, Victor Garcia ocupará o lado direito da defesa. Se jogar como defesa direito, Adrian Lopez descairá numa ala e Gonçalo Paciência estrear-se-á como titular a ponta de lança.
Será desta que Adrian Lopez começa a mostrar serviço e que Gonçalo Paciência começa a dar a razão àqueles que acreditam que temos muitos e bons valores na equipa B e nos juniores?


Sem comentários:

Enviar um comentário