Porto Bayern

Porto Bayern

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Antevisão FC Porto - Os Belenenses: está na hora de provar de que temos efectivamente um grande plantel

O FC Porto recebe amanhã o Belenenses em jogo a contar para a 16ª jornada da Primeira Liga. Apesar da equipa do Restelo ser superior a grande parte das equipas do nosso campeonato, o qual, infelizmente, está repleto de conjuntos que não sabem o que fazer à bola e se limitam a defender e a tentar o contra ataque, os azuis e brancos não podem sequer pensar noutro resultado que não a vitória e, de preferência, juntando a isso uma exibição agradável.


Os comandados de Lito Vidigal jogaram na quarta feira em Braga para a Taça e fizeram-no com apenas 10 homens durante 45 minutos, pelo que a juntar ao reduzido tempo de preparação do jogo no Dragão, terão, à medida que o jogo for avançando para o final, que se bater também com o natural cansaço que surgirá inevitavelmente. O avançado Deyverson, melhor marcador da equipa, está suspenso e não será uma ameaça às redes de Fabiano. Historicamente, não se pode dizer que este seja um jogo fácil. Nos últimos 30 anos, o FC Porto recebeu o Belenenses 25 vezes, tendo alcançado 19 vitórias e cedido 5 empates e 1 derrota.

Do lado do FC Porto, Lopetegui promoveu três alterações em relação ao jogo com o Gil Vicente, todas elas forçadas. Para os lugares dos ausentes Brahimi e Aboubakar e do suspenso Alex Sandro, o treinador espanhol chamou Campanã, Ricardo Pereira e Jose Angel. O jovem Ruben Neves está na fase terminal da sua recuperação e ainda não é opção para este embate.

A equipa inicial sofrerá, consequentemente, mudanças, sendo que Jose Angel ocupará certamente o lugar do brasileiro na esquerda da defesa. O lugar deixado vago por Brahimi será provavelmente ocupado por Quaresma, não sendo previsiveis mais alterações em relação ao último 11 oficial.


A minha aposta é, assim, a seguinte; Fabiano, Danilo, Maicon, Indi, Jose Angel, Casemiro (espero que o grande golo em Barcelos lhe dê confiança e o embale para melhores exibições), Herrera, Oliver, Quaresma, Jackson e Tello (está na altura de aparecer o verdadeiro Tello, porque o Tello dos últimos jogos está a Kms daquele que se viu na Catalunha).


No banco estarão três jogadores que terão de se chegar à frente durante este mês de Janeiro. Falo de Quintero, Adrian e Ricardo Pereira. Se o último tem correspondido bem sempre que chamado, justificando até uma oportunidade na sua posição de raiz, os dois primeiros têm obrigatoriamente de subir o seu rendimento.É verdade que Quintero já se apresentou a bom nível esta época, mas as suas performances recentemente não têm estado sequer perto daquilo que pode e sabe fazer.



Em relação a Adrian, e depois de alguns bons apontamentos em Vila do Conde e em Barcelos, tenho esperança que iremos ver o avançado inteligente e rápido que colocou o Atlético de Madrid na final da Champions League e que ajudou os espanhóis a vencer o campeonato do ano passado. Quero ver o Adrian da fotografia que acompanha este post. Um Adrian com confiança e com garra, ao contrário do Adrian cabisbaixo do início da época.




Apenas um resultado interessa: a vitória. Mesmo que o árbitro escolhido tenha sido o benfiquista Manuel Mota, acredito que um Porto competente irá contornar todos os obstáculos. Vamos ter um fim de semana importante e com boas perspectivas de recuperar pontos em relação ao Benfica e de aumentar a distância para o Sporting. Os encarnados recebem o Guimarães e se jogarem o mesmo que jogaram em Penafiel e na recepção ao Gil Vicente, nem o habitual colinho (findo o luto decretado pela morte de Eusébio, será que o roubo irá continuar?) será suficiente para os ajudar a conquistar os três pontos. Já os leões têm uma deslocação a Braga e que será um jogo de tripla. Nani pode jogar, já que ninguém sequer levantou a questão das consequências de ter visto um cartão vermelho propositadamente.






Sem comentários:

Enviar um comentário