Azul e Branco

Azul e Branco

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Antevisão Penafiel - FC Porto: Só a vitória interessa

O FC Porto defronta o Penafiel amanhã às 20h15 no Estádio Municipal 25 de Abril em jogo a contar para a 17ª e última jornada da primeira volta do campeonato. Os azuis e brancos seguem na perseguição ao líder Benfica, que tem uma difícil deslocação aos Barreiros no Domingo, e sabem que não podem regressar de Penafiel sem os 3 pontos, sob pena de hipotecarem definitivamente as legítimas esperanças de resgatar o título de campeões nacionais. Infelizmente, e ao contrário daquilo que sucedeu há quinzes dias quando os nossos grandes rivais jogaram em Penafiel, o tempo que se fará sentir à hora do jogo e o mais que provável mau estado do terreno de jogo serão adversários complicados às pretensões dos dragões. 


No entanto, o FC Porto tem a obrigação de vencer o jogo e acredito que tal irá acontecer, se todos encararem o jogo com a atitude correcta. Do lado adversário, e depois da dura derrota em Barcelos que permitiu a aproximação dos gilistas na tabela classificativa e que afundou os penafidelenses para o penúltimo lugar do campeonato, a receita será a utilizada habitualmente por todas as equipas da segunda metade da tabela quando defrontam o FC Porto. Todos os jogadores atrás da linha da bola, tentando adiar o mais possível o golo inaugural dos dragões e apostando todas as fichas num contra ataque ou num lance de bola parada. Historicamente, e conforme documentado no vídeo da semana publicado na quarta feira, a deslocação a Penafiel apresenta-se como uma viagem tranquila e de nível de dificuldade reduzido (12 jogos, 8 vitórias, 4 empates, 12 golos marcados e 1 sofrido).

Lopetegui operou a esperada revolução nos convocados relativamente ao jogo com o União da Madeira e salta à vista o regresso aos eleitos de Fabiano, Danilo, Martins Indi, Casemiro, Herrera e Tello. Em sentido contrário, destaque para as ausências do espanhol Jose Angel e de Ruben Neves, os quais, na minha opinião, não mereciam sair do lote dos eleitos.

O treinador espanhol deverá, assim, repetir o 11 inicial escolhido na recepção ao Belenenses:
Fabiano, Danilo, Maicon, Indi, Alex Sandro, Casemiro, Herrera, Oliver, Quaresma, Tello, Jackson. E está na hora de Quaresma abrir o livro e de Tello se chegar à frente!



Notas soltas: A FPF celebrou o primeiro centenário com uma gala em que premiou os que, em seu entender, mais se distinguiram nesse período, e na qual se "esqueceu" de distinguir e/ou premiar duas das mais importantes figuras do futebol nacional: Jorge Nuno Pinto da Costa e José Maria Pedroto.
Trata-se de uma omissão lamentável e que demonstra bem os interesses da actual FPF e do seu presidente Fernando Gomes. O FC Porto, e bem, foi rápido a reagir e emitiu um comunicado no seu site, no qual demonstra toda a sua indignação.

Se por um lado, aplaudo a emissão do comunicado e a defesa intransigente dos interesses do FCP, por outro lado não posso deixar de manifestar o meu espanto pelo facto de situações bem mais lesivas dos interesses dos azuis e brancos não merecerem o mesmo tratamento. Aquilo que agora a direcção da FC Porto SAD fez, e muito bem, já deveria ter sido feito relativamente às arbitragens dos jogoa SLB durante a presente época ou depois da vergonhoso arbitragem de Paulo Batista em Guimarães. Ainda para mais porque as votações e os prémios da FPF não valem títulos nem campeonatos, ao contrário do que sucede com as arbitragens cirúrgicas que temos visto esta época...

Sem comentários:

Enviar um comentário