Azul e Branco

Azul e Branco

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

"O melhor ainda está para vir"

O responsável pelo estaminé não podia estar mais de acordo com a divulgação do conteúdo dos emails trocados por responsáveis do slb, representantes da arbitragem e orgãos das entidades que supervisionam imparcialmente o futebol português (ahah imparcialmente. esta foi boa não foi?). Mostrámos aos poucos que ainda duvidavam ou àqueles que fingiam não perceber o que todos os outros já haviam realizado há muitos anos. Demos provas que o benfica é uma instituição que está acima da lei ou que tem leis feitas à sua medida e segundo interesses exclusivamente seus.
Exemplos deste mundo vermelho à parte há às dezenas. Basta lembrar que:


O Benfica acusa o FC Porto de ter roubado correspondência privada. Mas afirma que os emails são falsos.

O Benfica vai exigir 50 milhões de euros ao FC Porto por fuga de informação do próprio clube. Mas a fuga vem de dentro. Talvez tenham  interpretado mal o conceito de delação premiada.

O Benfica diz que Pedro Guerra nunca foi funcionário do clube. Mas vai despedi-lo.

O Benfica garante que o seu recinto nunca esteve interdito. Mas foi o primeiro da história dos três grandes a faltar à sua própria apresentação.

O Benfica diz que Eusébio é o seu maior símbolo e embaixador. Mas este ano esqueceu-se dele.

O Benfica é o clube que não vê nada de anormal no conteúdo dos emails. Mas exige que se apague tudo.

O Benfica quer a reabertura do processo Apito Dourado. Mas ainda não a pediu.

O Benfica ia avançar com um processo crime contra Pinto da Costa por causa das sms de Fernando Gomes. Mas ainda não avançou.



O Benfica desconhece que tem claques. Mas dá-lhes os parabéns.

O Benfica não conhece Luís Pina. Mas Luís Pina conhece Carlos Melo Alves.


O Benfica afiança que com as receitas da BTV não precisa de vender jogadores. Esta época já vendeu a defesa toda.

O Benfica tem um Presidente que deve 600 milhões de euros ao Estado. Mas o "Estado" senta-se ao lado dele.

O Benfica diz ter rescindido com Mika em 2014. Mas autorizou a sua transferência para Inglaterra em 2016.

O Benfica rescindiu com Miguel Rosa e Deyverson em 2014. Mas os dois jogadores não puderam defrontrar o Benfica em 2015.

O Benfica congratulava-se de ter o plantel fechado em junho. Mas já comprou 21 jogadores e cedeu mais de 30.

O Benfica diz que este ano vale tudo para não ser penta. Mas nos anteriores tudo valeu para ser tetra.

O Benfica nega a cartilha. Mas a cartilha não nega o Benfica.

A realidade consegue por vezes superar a ficção. Mas só porque a ficção tem regras. E o mundo onde o Benfica vive, não.

Ora, independentemente de tudo isto, e de tantas outras coisas tristes (olá colinho de 2014-15!), e esta é a razão principal pela qual escrevo este post, parece-me que o FC Porto tem de passar das palavras aos actos. Tem de ser mais assertivo, mais enérgico, mais interventivo. Não podemos andar a prometer que "o melhor está para vir" há um ou dois meses e depois deixar começar o campeonato sem apertar os padres e aqueles que cozinham o polvo à lampião todas as semanas. Se o "melhor" está para vir, e quero acreditar que ainda há muita coisa "boa" para ser trazida a público, o momento para fazê-lo é agora. Se temos ainda mais provas das maroscas do slb, é nesta altura que temos de divulgá-las. 

Se não temos mais material de "qualidade", então que deixemos de prometer que o melhor está para vir, sob pena de começarmos a cair no ridículo ou de nos acontecer como na história do Pedro e o Lobo. 

Se temos mais mais material de "qualidade" e não temos autorização para a divulgar no Porto Canal, então que joguemos com as armas sujas dos rivais de Lisboa: é deixar vazar "acidentalmente" o material para a comunicação social ou para um blog/site criado para o efeito.

Vamos lá pôr a carne toda no assador já desde o início, tanto dentro como fora do campo. E fora do campo já estava mais do que na altura do nosso Presidente dar uma mãozinha e dar um ar da sua graça...

3 comentários:

  1. Caro Tiago, em plena época de banhos, intercalada com trágicas quedas de árvores e incêndios que nunca mais se extinguem, qualquer revelação mais forte ficaria dispersa entre o ruído próprio desta altura do calendário. A existirem dados "mais suculentos" - que acredito piamente que sim - eles estarão certamente reservados para Setembro, verdadeiro mês de arranque da letargia nacional. Até lá, o Universo Porto irá optar por uma estratégia de "encher chouriços" o que me parece aceitável para o período em que nos encontramos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Hugo. É uma maneira de ver as coisas, tem a sua lógica, não nego. No entanto, mantenho que é perigoso anunciar insistentemente que o melhor está para vir e depois optar-se por andar a encher chouriços quando a bola está a rolar. Ainda por cima porque 3 pontos (ou 6, ou 9) agora valem tanto como 3 pontos em Setembro, Janeiro ou Abril. Um abraço

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar