Azul e Branco

Azul e Branco

sábado, 23 de setembro de 2017

Sai uma rodada de 5 golos para a jornada 7, por favor!

Jornada 7: FC Porto 5-2 Portimonense

Nos primeiros 6 minutos de jogo, a nossa equipa já tinha 3 oportunidades claras de golo. Esta é a imagem do FC Porto 2017/18. Com as setas apontadas à frente, a equipa procura desequilíbrios através de movimentações contínuas dos homens mais avançados, jogo direto e vertical a queimar etapas de construção e forte presença na área adversária. A equipa coloca muitos jogadores no processo ofensivo e fá-lo porque tem a consciência e responsabilidade de recuperar rápido a bola quando a perde.


Este jogo foi mais um exemplo disso e a postura aberta do Portimonense ajudou a que o Porto tivesse espaço para explorar melhor as lacunas defensivas do adversário. E foi também em pouco menos de 6 minutos que o jogo se decidiu, aos 20, 22 e 25 minutos de jogo. Mesmo a perder por 3-0, a equipa de Portimão procurou sempre o golo e quase sempre através do eixo Paulinho-Nakajima em ambos que demonstraram uma qualidade técnica acima da média. No entanto, a diferença entre as equipas foi evidente e o FC Porto somou mais 5 golos ao registo de golos marcados em casa que já vai em 15.

Pontos (+)
- Brahimi (MVP) – Estamos sempre à espera de um toque de magia seja quando recebe a bola no ataque ou junto à sua própria área. Ontem foram incontáveis as vezes em que destabilizou o adversário com dribles ou passes a rasgar. Foi um autêntico pesadelo para a defesa do Portimonense!
- Ricardo Pereira – Irrepreensível. Rápido, concentrado e a jogar na antecipação. Falhou um passe aos 83 minutos que deverá ter sido o único erro em todo o jogo.
- Corona - Muito menos interventivo que Brahimi mas com pormenores que decidem jogos. Fez 2 assistências com grande mérito. Queremos mais vezes este Corona!
- Herrera - Talvez ninguém pensasse que o mexicano pudesse ser um dos melhores da partida ao vê-lo integrar o 11 inicial. A verdade é que trouxe presença e força ao meio-campo mostrando argumentos para ser uma solução diferente de Óliver.
- Alex Telles - Tal como estamos habituados a ver: com raça e com pendor ofensivo.
- Criatividade e Versatilidade - Sérgio está a construir um conjunto de jogadores versáteis e está a criar opções onde se pensava que não havia alternativa.

Rescaldo: Difícil apontar aspectos negativos quando a equipa está em sintonia, confiante, esforçada e consegue fazer as coisas bem. Foi extremamente importante conseguirmos chegar só com vitórias ao jogo de Alvalade. A equipa entrará em campo com confiança na próxima jornada e, por isso, a estratégia será o factor decisivo para levar os 3 pontos. Vamos a eles!

Eu quero ver o Porto ser campeão!

Texto de Francisco Ortigão

Sem comentários:

Enviar um comentário