Azul e Branco

Azul e Branco

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Vitória Setúbal 0-5 FC Porto: Tempestade Vincent

Ao longo de todo o fim de semana ouvimos o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) anunciar os perigos iminentes com o aparecimento da tempestade Ana. No entanto, ninguém avisou o Vitória de Setúbal de que um ser chamado Vincent Aboubakar também pudesse causar estragos ao longo da noite deste Domingo. 
A história do jogo até nem começou mal para os sadinos que colocaram 5 médios para reduzir os espaços à nossa equipa. José Couceiro concentrou os seus jogadores em apenas 25 metros de campo e assim obrigou-nos a mastigar mais o jogo. O único objetivo passava por condicionar o jogo do FC Porto. Em nenhum momento do jogo se sentiu que o VFC quisesse aventurar-se e tentar chegar ao golo (à exceção de uma ou outra ação individual de João Amaral).
A equipa do FC Porto foi à procura de espaços com as constantes movimentações dos homens da frente. Essencialmente através de Aboubakar que recuava para vir buscar jogo e Ricardo Pereira ora pelas alas ora pelo meio fazia confundir as marcações do adversário. Apesar da rápida e eficaz circulação de bola, a equipa só se aproximava da baliza através de bolas paradas. E foi assim que surgiu o primeiro golo que acabou por desbloquear o jogo (É preciso realçar que tem sido de facto impressionante a eficácia nestes lances. Não me recordo de existir uma equipa do FC Porto tão forte neste aspeto do jogo como a deste ano…).
A partir daqui o Vitória passou a jogar mais aberto permitindo que as nossas individualidades tivessem mais liberdade para mostrar a velocidade, a técnica e a eficácia de que são feitas. Com um resultado já confortável, na segunda parte André André e Corona entraram do banco para explorar estes espaços e conseguiram por diversas vezes criar situações de perigo mas o jogo foi decidido e sentenciado pela técnica de Aboubakar e potência de Marega.

Pontos (+)

- Aboubakar (MVP) – Mais um grande jogo. Conseguiu aliar assistência e golos a uma excelente exibição.  Marcou 3 e esteve presente nos outros 2. Melhor jogo da época para o avançado camaronês.
- Marega – Parecia estar a ter um desempenho fraco no jogo mas acabou a ajudar a equipa com 2 golos e uma excelente arrancada/assistência para Aboubakar.
- Marcano – Que craque! Diego Reyes deve ter sentido o conforto do seu sofá ao jogar ao lado do número 5. Todos queremos a renovação de contrato do nosso Ivan.
- Alex Telles – Pela raça que sempre entrega ao jogo e pela qualidade na execução das bolas paradas.

- Fome de Golo – Aos 4-0 à procura do quinto, aos 5-0 à procura da meia dúzia. Não é fácil saciar a fome de vencer desta equipa.
- Posse de Bola – Eficácia de 84% no passe. No total foram 411 passes precisos e 71% de posse de bola. 
- Adeptos - Mancha Azul em maré de tempestade.


Rescaldo: Uma vitória incontestável da equipa que foi superior dos 0 aos 90 minutos.
Contra a chuva e contra todos!


Queremos ver o Porto campeão!

Sem comentários:

Enviar um comentário