Azul e Branco

Azul e Branco

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

FC Porto 5-0 Rio Ave: Dá cá mais 5!


Após uma derrota pesada e difícil de engolir em casa, a resposta da equipa não poderia ser melhor: os mesmos 5-0 dentro das mesmas 4 linhas mas agora na baliza certa.
“A sorte dá muito trabalho” – já dizia o nosso ex-treinador Vítor Pereira quando orientava o FC Porto. E, de facto, hoje tivemos um pouco dos 2: a sorte de marcar ao primeiro minuto e a arte de fazer golos, fruto certamente de muito trabalho. Quem não teve muita sorte foi o nosso adversário, o Rio Ave que, não mudando a sua habitual identidade dentro de campo, acabou por sofrer com a eficácia dos nossos atacantes e a pressão alta dos nossos médios na saída a jogar. Os vila-condenses bem que tentaram construir o jogo a partir de Cássio e dos seus defesas mas rapidamente Herrera e Sérgio Oliveira cobriam os espaços como que sufocando as iniciativas do adversário. Quando recuperada a bola, a equipa do FC Porto tinha espaço suficiente para criar perigo tanto em ataque organizado como em contra-ataque, dada a colocação dos jogadores do Rio Ave ao largo de todo o terreno de jogo.
A equipa do FC Porto aos poucos foi matando um adversário que se sentiu cada vez mais impotente com o passar dos minutos. Quando já a vitória não podia fugir, os jogadores souberam gerir a posse da bola e, principalmente, o desgaste físico que muito importante é nesta fase da época.
Sérgio Conceição demonstrou neste jogo a sua forte capacidade de liderança e o poder que tem em manter o grupo unido, focado e concentrado. Toda a equipa está de parabéns!




Pontos (+)

- Soares (MVP) – O nosso Tiquinho está mesmo de volta. Exibição com garra e a saber aparecer no sítio certo à hora certa com muita eficácia (coisa que vinha faltando no pós-lesão).
- Alex Telles – (R2 + O) é assim que saem os cruzamentos do Telles, telecomandados. Já são 11 assistências no campeonato e mais uma exibição super consistente. Craque!
- Sérgio Oliveira – Melhor de dia para dia. Mais confiante e cada vez mais preparado fisicamente. A cobrir espaços no meio-campo e a entregar a bola jogável para os da frente. E a juntar, mais um golo para a conta pessoal.

- Lances de Bola Parada – Apesar da forte atenção do adversário a estes lances, a equipa foi capaz de mais uma vez ser feliz nas bolas paradas. Muito trabalho de casa tem sido feito com certeza.
- Pressão alta – A capacidade de pressão por parte de toda a equipa é brilhante. Não só pela intensidade como também pela forma como é bem executada.
- Eficácia – Nas ocasiões que criou a equipa marcou quase sempre e provou os altos índices de eficácia dos seus jogadores.



Rescaldo: Mais que as exibições individuais, aquilo que se deve destacar na vitória de hoje é a equipa. A forma como todo o grupo reagiu a um jogo muito pouco conseguido é de louvar. Os jogadores demonstraram que estão em sintonia com os adeptos e que a fome de vencer aumenta semana após semana.
Agora seguem-se os 45 minutos mais importantes da época até ao momento… Vamos a eles!

QUEREMOS VER O PORTO CAMPEÃO!

Sem comentários:

Enviar um comentário